Validação do diploma de médico advindo do Mercosul

Notícia publicada em 11/05/2011 pelo Conselho Regional de Medicina de Pernambuco informa que médicos advindos de países do Mercosul, incluso Argentina, têm seus diplomas obrigatoriamente validados no Brasil:

"Em resposta ao Conselho Federal de Medicina, o Ministério das Relações Exteriores esclareceu que médicos advindos de países que fazem parte do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai), da Bolívia e do Chile têm seus diplomas obrigatoriamente validados no Brasil em razão de um acordo internacional. Com isso, os médicos podem obter residência médica apenas comprovando serem nacionais de um dos países signatários do acordo. Não será necessário qualquer tipo de visto como requisito para o registro nos Conselhos de Fiscalização de Profissão Regulamentada. Além disso, os médicos argentinos, paraguaios, uruguaios, bolivianos e chilenos estarão sujeitos aos mesmos direitos e obrigações dos médicos brasileiros."

A notícia não fala sobre médicos brasileiros formados no exterior, mas de qualquer forma já é um grande avanço em relação à validação automática dos diplomas dos médicos brasileiros formados na Argentina.

Um comentário:

  1. Realmente, a noticia não fala sobre brasileiros formados em medicina no exterior,que deveria ser a prioridade do governo brasileiro, os estrangeiros do mercosul vem para nossas universidades federais, e agora para trabalhar aqui, enquanto os brasileiros nem sequer são tratados com dignidade lá,é hora desse tratado do mercosul valer para as duas partes. Onde está o equilíbrio?

    ResponderExcluir