Brasileiros formados no exterior ficam todas as vagas restantes do Mais Médicos

Profissionais de saúde brasileiros com diploma no Exterior preencheram todas as 387 vagas remanescentes do atual edital do Programa Mais Médicos. Com isso, 100% da demanda dos municípios foi atendida sem a necessidade de convocar médicos estrangeiros. De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os médicos brasileiros convocados nesta fase têm formação em países como a Argentina, Uruguai, Portugal, Espanha e Rússia. 

Confira a notícia completa clicando aqui.

Mais Médicos de 2015 não deve ter estrangeiros, vagas serão preenchidas com médicos brasileiros formados no Brasil e no exterior

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, anunciou que as 286 vagas restantes do Programa Mais Médicos 2015, para 197 municípios, estarão disponíveis para médicos brasileiros formados no exterior.

Também, pesquisa indica que 90% dos profissionais que atuam no Mais Médicos indicam o programa para os colegas.

Confira a notícia completa no site da revista Exame clicando aqui.

MEC vai facilitar e reorganizar o sistema de revalidação de diplomas estrangeiros

Excelente notícia para quem estuda medicina na Argentina: uma resolução aprovada em fevereiro pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que deve ser homologada pelo MEC, fará com que as universidades brasileiras, responsáveis pelo processo de revalidação de diplomas, sejam obrigadas a fazer a análise, independentemente de haver diferenças curriculares entre o curso no país de formação do candidato e o Brasil. Deve ser criado também um sistema para que, uma vez que um diploma de um determinado curso de uma instituição seja revalidado, por algum tempo todos os diplomas iguais também sejam, sem necessidade de fazer toda a avaliação curricular novamente.

Confira a notícia completa no site do Jornal Estado de São Paulo, clicando aqui.

UFMT lança Edital para exame de revalidação de diploma médico graduado no exterior

A UFMT lançou Edital para exame de revalidação de diploma médico graduado no exterior, com inscrições de 02 a 31 de março de 2015.

É um exame próprio da Universidade, seguindo as diretrizes da CNE/CES N.º 146/2007. Assim, é mais uma opção de revalidação além do Revalida.

PL que revalida diplomas estrangeiros avança

Após três anos de tramitação no Congresso Nacional, a proposta de lei que simplifica os processos de revalidação e o reconhecimento dos diplomas de mestres, doutores e graduados, obtidos em universidades estrangeiras, apresentou avanços significativos na despedida de 2014, acolhendo sugestões da comunidade científica.

Exemplo disso é o parecer do deputado federal Zeca Dirceu (PT/PR), encaminhado  no dia 16 de dezembro à Comissão de Seguridade Social e Familiar, pedindo aprovação do Projeto de Lei nº  7841/2014, que prevê agilidade e, ao mesmo tempo, qualidade nos parâmetros de revalidação e de reconhecimento dos títulos obtidos no exterior: “Acho justo, importante e necessário que as pessoas que farão graduação e pós-graduação no exterior saiam do Brasil sabendo que existem instituições de alto conceito e alto padrão de qualidade e que estão previamente credenciadas e que os diplomas serão reconhecidos no retorno ao Brasil”, analisou, se referindo ao credenciamento prévio das universidades estrangeiras de excelência previsto do PL.

Confira a notícia completa no site da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, clicando aqui.